Entre em contato conosco

(16)99756-7494 | (16)3625-0465

Técnico da Seleção Brasileira participa de Fórum Nacional


 

 

Ricardo Aguiar ministrou palestras nesse fim de semana, em Fortaleza, sede da CBK

 

O técnico da Seleção Brasileira de Caratê, Ricardo Aguiar, participou, nesse final de semana, do 2º Fórum Nacional, organizado pela Confederação Brasileira de Caratê (CBK). O evento foi em Fortaleza, sede da instituição, e reuniu representantes de 25 estados de todo o país.

 

Foram abordados diversos temas do caratê, como arbitragem, diretoria técnica, calendário e o esporte para adaptados, pensando, já, nas Paralimpíadas de 2020, quando a modalidade poderá estrear nos Jogos, em Tóquio.

 

No Fórum, Aguiar falou para cerca de 80 pessoas sobre as tendências e diretrizes relacionadas ao caratê de alto rendimento. A palestra foi dividida em partes teórica e prática.

 

Na sexta-feira, o técnico ribeirão-pretano apresentou vídeos e fotos que explicam um pouco a evolução do esporte internacionalmente. Depois, no sábado, Aguiar mostrou no tatame tudo o que foi falado no dia anterior.

 

Na plateia estavam presidentes de federações, diretores técnicos, técnicos, professores e árbitros de quase todos os estados do Brasil. “São pessoas formadoras de opinião nas regiões deles, por isso é muito importante falar nesses fóruns, para que se ponha em prática o trabalho de massificação do caratê de alto rendimento, para que tenhamos um padrão entre os atletas que chegarão na Seleção Brasileira nos próximos anos, seja na base ou na categoria adulta”, explica Aguiar.

 

Intercâmbio chileno

Após a disputa da Copa Brasil na terceira semana de fevereiro, Ricardo Aguiar recebeu a equipe de caratê do Chile – convidada para disputar a competição - para um dia de treinos em seu Instituto, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

 

Cerca de 50 atletas brasileiros e chilenos participaram do intercâmbio, sendo que 11 deles fazem parte da Seleção Chilena. “No ano passado eu estive no Chile para ministrar um seminário sobre como o Brasil tem conseguido se firmar como potência mundial no esporte. Fui muito bem recebido por todos e eles, assim que souberam que viriam como convidados da Copa Brasil, já quiseram treinar comigo. Foi uma experiência muito bacana e pudemos trocar muitas experiências”, disse Aguiar.

 

O professor Oscar Venegas, que acompanhou os chilenos durante os treinos no Brasil, gostou da troca. “Foi uma boa conversa, de lealdade, com um grande formador de caratecas. Meus atletas e eu aproveitamos muito, pois estávamos em um dos melhores dojos do mundo”, disse.